Como identificar e lidar com os traumas de infância?

Como identificar e lidar com os traumas de infância?

Com certeza você já ouviu falar que a infância é a fase de maior influência na vida adulta. Isso pode ser explicado porque as experiências vivenciadas quando somos pequenos permanecem marcadas na nossa mente, tanto as boas como as ruins.

Na infância o cérebro absorve muito mais informações, portanto tudo que vivenciamos nela fica registrado em nossas memórias. Quando crianças não temos o discernimento para filtrar o que é bom ou ruim, e assim levamos na memória todos os acontecimentos, sem qualquer avaliação sobre aquilo.

Para a psicologia, essas construções mentais são chamadas de crenças negativas, que se manifestarão na vida adulta e trarão prejuízos psicológicos, tais como ansiedade, medo, insegurança.

As pessoas traumatizadas tendem a ser pouco tolerantes, mais propensas a reagir com agressividade em algumas situações e demonstram tensão nos gestos e na fala. Trata-se de um mecanismo de defesa, desenvolvido em decorrência dos acontecimentos vivenciados no passado.

Como os traumas de infância são tratados?

Quando há um problema na infância, como um trauma, podemos pensar em alguns pontos:

O fato em si, o que houve?
Como a pessoa foi capaz de lidar com esse problema, ela foi capaz de superar e seguir em frente? 

Quais escolhas ela fez algo longo da vida? 

Muitos traumas podem ser ressignificados através da Psicoterapia. Raramente quem sofre com esses danos consegue resolvê-los sozinho. Desse modo, diante de todos os prejuízos que esse problema gera para a vida da pessoa, é essencial buscar ajuda profissional para que se consiga ressignificar as experiências negativas.

Gostou de saber um pouco mais sobre o assunto? Então, não deixe de compartilhá-lo nas redes sociais para que outras pessoas também possam ter conhecimento sobre as consequências dos traumas na infância.

Um grande abraço

 

Laís Almeida da Silva é Psicóloga. Atualmente, realiza trabalho com mulheres que desejam desenvolver relações brilhantes a partir da autoestima. É Criadora do Método Bem me Quero; autora do e-book “Bem me Quero - Resgate a sua autoestima e seja uma mulher poderosa” e, ainda, produz conteúdos ligados a esses temas em diferentes plataformas de comunicação.


  • Imprima
    esse Conteúdo
  • Faça um
    Comentário
  • Envie para
    um amigo
  • Compartilhar
    o conteúdo
  •  
  •  
  •  
  •  
  •