Será que é amor?

Será que é amor?

22/04/2021

Você se sente triste, chora com frequência, fica muito preocupada por causa do seu relacionamento? Se a resposta for sim esse texto é para você.

O autor Augusto Schimanski retrata muito bem em seu texto “O que não é amor”. Ele diz que não podemos entregar para o outro a responsabilidade completa de nos fazermos felizes.

Se você se ama, dificilmente conseguirá permanecer em uma relação em que não exista essa troca de afeto, companheirismo e reciprocidade.

As vezes você se acostumou ou depende daquela relação para se sentir completa, pois na maior parte do tempo você se sente vazia e dependente do outro.

Se você acredita que ruim com ele pior sem ele, que a sua vida não terá sentido sem a pessoa, provavelmente isso não é amor e sim dependência.

Se você não tem gostos próprios, amizades, hobbies e está totalmente a mercê da outra pessoa, como você fará para se sentir bem sozinha?

Quando as atitudes do outro te machuca, controla, esnoba, humilha, te deixa insegura, certamente não é amor.

Se você identificou estes sinais no seu relacionamento, ou até mesmo algum comportamento que eu descrevi em si mesma, vou compartilhar três formas retornar esse amor que tanto dá para o outro a si mesma:

1) Tenha projetos seus

Comece a identificar possibilidades de iniciar algo somente seu, ter o seu tempo, fazer um curso novo, aprender um idioma, realizar uma atividade física.

2) Converse como você se sente

O diálogo é fundamental para que o outro saiba como você está se sentindo e talvez a partir disso a pessoa possa ter um posicionamento diferente.

3) Busque uma rede de apoio

Esteja próxima de pessoas que lhe dão amor, que te queiram bem e que você tenha bons momentos ao lado destas pessoas.

Você nasceu para ser amada, amar é bom, nos traz paz. Qualquer coisa que estiver muito longe disso não pode ser amor.

Lembre-se também que buscar ajuda psicológica nestes momentos, poderá ajudar e muito na reconstrução da sua autoestima.

E tem outro aspecto muito importante que vou abordar no próximo texto, sobre o amor próprio e a importância dele.

 

Laís Almeida da Silva é psicóloga e colaboradora do Portal O Pinga Fogo. Atualmente, realiza trabalho com mulheres que desejam desenvolver relações brilhantes a partir da autoestima. É Criadora do Método Bem me Quero; autora do e-book “Bem me Quero - Resgate a sua autoestima e seja uma mulher poderosa” e, ainda, produz conteúdos ligados a esses temas em diferentes plataformas de comunicação.

CONTATO
Espaço Madri - Avenida Nossa Senhora Aparecida, 2598
Telefone: (16) 9-9143-3707


  • Imprima
    esse Conteúdo
  • Faça um
    Comentário
  • Envie para
    um amigo
  • Compartilhar
    o conteúdo
  •  
  •  
  •  
  •  
  •